relato membro

Relato de um Membro.

Boa noite… nunca é fácil começar a escrever, ainda mais quando se for falar de si próprio e de sua trajetória ou parte dela, sabe aquela parte principalmente cheia de deslizes emocionais, espirituais e de atitudes errôneas…

Hoje posso afirmar com a maior certeza que fui talhado, re-forjado na bigorna mais dura, a vida.

Sou de um lugar qualquer, mas cresci dentro de uma família tradicional, pai e mãe, com dois irmãos, um mais velho e um mais novo e obvio eu o mais do meio, minha jornada a ser citada tem um fundamento na adolescência, então vou começar resumindo esta e vai até onde o meu destino mudou…

sempre fui acima do peso, e isso me incomodava, e muito dos 14 aos 20 isso me atrapalhou muito, seja por bullying ou por falta de autoconfiança, bom aos 18 eu já estava no esquema de algumas baladas e festas, mas sem sucesso nas investidas relacionadas ao sexo oposto, me sentia mal, meu passatempo era ficar com os amigos jogando rpg, sim eu sou nerd e não porque jogava rpg, mas por ter notas bem acima da média e preferir fazer coisas que os meninos “normais” não faziam, mas foi aos 20 que tudo começou a mudar, após ir numa festa internacional em uma cidade no sul do país,  vi um mundo que desconhecia, de verdade, não era o mesmo clima que aqui na minha cidade, era papo de a cada 10 mulheres 6 maravilhosas, 3 lindas e 1 acima do normal, as menos favorecidas nem contavam pois eram poucas, acredite e meus padrões não eram xulos, quando retornei senti a necessidade de mudar de investir em algo que na verdade eu não dava a devida importância, Eu, entrei para academia, e após 8 meses e menos 40 Kg, era visível a transformação, a mudança radical nos meus padrões, eu comecei a freqüentar mais baladas, boates, e desenvolver as habilidades de caça… tudo ia fluindo bem, mas aos 22 anos conheci uma mulher que com certeza mudou a minha vida, naquele momento, dois anos de relacionamento e muito sexo,  me levaram a ser pai, sim nessa época eu estava no 2º período da faculdade, e não seria muito fácil, porém meu pai sempre esteve junto comigo, eu trabalhava na empresa dele desde os 13 anos, desde pequenos serviços quando comecei até a assumir a área de produção e logística (é uma pequena empresa, são 5 funcionários, exceto o ajudante os demais são os irmãos e pai), nessa altura três eram as coisas que eu fazia, academia, jogos online e cuidar da família que se iniciava, eu sempre fui muito “romântico” mandava mensagens, escrevia cartas, declarações ( que hoje tenho até vergonha em ler), muito imaturo no campo sentimental, e tão pouco hábil na arte da conquista, mas fica notório aqui e somente hoje afirmo que não era muito maduro e responsável como deveria ser, eu ainda não era Homem…

Acontece que ainda durante o período da faculdade, no último período eu conheci uma mulher em uma viagem de estudo, e meus amigos ela mexeu no âmago do meu ser masculino, eu fiquei completamente louco por ela, mas como eu poderia ir atrás sendo casado? meu casamento estava um saco, aquele amor quente de 2 anos de namoro já não existia, mas sim a obrigação, e isso me deu mais do que força pra ir atrás dela, depois de 2 meses de investida acabamos num motel, e foi com certeza uma das melhores noites até aquele momento, esse relacionamento a parte durou pouco menos de 1 ano, me fez amadurecer muito por realmente ter uma vivência que não havia experimentado,  pensei em largar tudo por ela, mas ela mesmo se afastou de mim… nesse período eu já estava formado iniciando uma segunda graduação e trabalhando muito para bancar família e faculdade, se passaram 1 ano e ela voltou a falar comigo, e sem mimis fomos parar num motel, a levei a outro estado para curtir uma festa que ela sempre sonhou em participar, foram momentos incríveis, eu era um grande amigo, a ajudava mas no final eu era só um P.A. ( pau amigo), mas tive que voltar a realidade o casamento estava indo mal, e eu me afastei, não tinha certeza dos meus sentimentos, a coisa foi se desenrolando… nesse tempo eu já estava com 29 anos e ainda não havia conquistado nada de sólido, me sentia mal mesmo com o maior presente da minha vida que é meu filho, não era suficiente, pagar as despesas, escola … havia entrado como sócio numa empresa num segmento nada sólido, um que abrange minha formação superior, mas era minha chance… e até que fui bem para quem compunha a sociedade da empresa, ter um sócio que não possua o mesmo nível intelectual que tu jamais será um bom negócio, mas não durou muito, dois anos depois eu sai e abri uma empresa própria, nesse momento eu estava tendo outro caso, agora com uma mulher 11 anos mais nova que eu, e não deu certo, o sexo era bom, mas ela por ser bissexual  acabou indo para o lado feminino da parada … que barra… kkk  juntamente com isso me divorciei, após 7 anos de um casamento que não se sustentava, o que pesou sempre foi o filho mas nesse momento eu queria mudar algo, EU, foi nesse ponto que eu comecei a acordar, com 32 anos e novamente na “vida” com um filho, mas eu tinha uma empresa que prometia, levei um tempo me recuperando emocionalmente e espiritualmente, nesse ponto eu fiquei 6 meses sem nenhum contato sexual, havia conhecido uma mulher mas não deu certo, e no fim do ano aquela mulher lá do início da história volta a minha vida… depois de algum tempo agente resolveu namorar, bom essa porra de vagina novamente me tirando do caminho, agente viveu um inicio de namoro bem complicado por conta de um problema de saúde, mas graças ao bom Deus e todos os Santos, tudo correu bem, e continuamos … em 2014 eu conheci o Código dos Homens, li o livro 1 e nossa como aquilo mexeu, revisão de conceitos e busca de compreensão antes não questionada pela falta de vivência inclusive, os detalhes e a facepage me deram um ânimo pra mudar, mas não durou muito, minhas ações incomodaram demais ela e eu acabei afrouxando as rédeas… em 2015 terminamos  o noivado, foi perto do início do ano, e pasmem mesmo sabendo tudo que sabia, eu joguei meu orgulho de lado e pedi pra voltarmos afinal eu ainda acreditava naquela história de “mulher da minha vida” e após um mês voltamos…  nesse mês que ficamos separados eu reli o livro 1, comecei o 2 e junto comecei a frequentar outras ideologias religiosas, tudo isso serviu para abrir minha mente e principalmente o caminho certo de uma vez por todas,  durante esse período eu voltei com força a me dedicar a minha empresa e revitalizar tudo que eu conheço naquilo que aprendi, voltei a academia, eu estava contente demais, mas ai irmão o bicho pega, todos querem ver a sua felicidade, a menos que não seja maior do que a deles, ela novamente terminou comigo, por razões que eu realmente não posso dizer concretamente, mas acredito que foi pela necessidade de ter alguém por perto e quando ela estava comigo as vezes o cel era mais importante, não vou entrar nas paranoias da vida, só sei que aqui minha história poderia ter findado, eu caí em uma depressão, uma tristeza havia tomado meu coração, e eu queria jogar tudo pro alto e deixar essa merda de vida… mas, uma voz brotou em minha mente e disse “tu tens muito trabalho em terra para fazer, acalme seu coração!” aquilo naquele momento mudou meu mundo, eu levei mais 2 dias e me recompus, já fazem dois meses que ela me deixou e sabe ela nunca mais me procurou e nem eu muito menos… estou saindo com uma guria que surgiu na minha vida, estou caminhando pra um namoro, afinal eu curto estar acompanhado essa é minha pegada … a empresa está renascida, refiz contatos e espero grandes coisas pra frente… resolvi homenagear dois ícones com uma tatuagem, um Lobo Guará e o Caboclo, que representa o meu anjo…

O que mais queria acrescentar aqui é que como dito pelos Senhores, a investida principal se dá naquilo que temos de maior valia, que somos nós mesmos, quando nos dedicamos a aquilo que temos, aquilo que somos e o que poderemos ser descobrimos o quanto é importante se desenvolver,  o quanto é válido parar em frente a um livro e ler, ler e ler…  não se trata de como ir na faculdade, que lemos aqueles livros de 900 páginas, eu falo de leitura que nos traga maior conhecimento sobre aquilo que somos, Homens, existem sei lá trocentos livros que todos devem ler e aprender conceitos fundamentais como inteligência emocional, mudança de hábitos, livros para liderança e assim vai…

Descobri coisas interessantes… o Amor que aprendemos ou almejamos é fruto de pessoas que viveram em uma época longínqua, elas amavam de forma “doentia” onde o amado era tão importante que isso se tornava a meta de vida, lendo um livro chamado “Amar também se aprende” eu descobri como resolver essas questões internas relativas ao modo de amar, e descobri em complemento ao exposto que Amar é sinônimo de liberdade, que só sendo livre e dando liberdade que se poderia amar, os valores honestidade e lealdade sempre me foram bases do caráter, mesmo eu pecando durante essa fase da vida…

Eu resolvi expor minha história não por orgulho ou por achar que é uma linda história, mas por entrar em contato com o Rafael Tobelem, que me adicionou ao grupo lá do whatsapp e ao ver meus irmãos lobos me achei no dever  de compartilhar isso, mesmo vendo os outros depoimentos nos livros, blog …

Agradeço de coração também a vocês, por terem escrito os livros e composto essa obra, pois além de tudo que me dedico em outros campos a parte lupina do Homem que tem essa estrela de alfa as vezes precisa de um polimento amigo para brilhar com força, espero em breve poder contar como está essa nova fase que está se desenvolvendo com vocês …

e claro continuar a compartilhar esses conhecimentos, que agora estão em aplicação em minha estrada…

Não há nada que dominemos inteiramente a não ser os nossos pensamentos.

René descartes

001

Rafael Tobelem View more

"Seja a diferença que você quer ver no mundo" e "Faça a diferença sempre para o BEM" São as frases que moldam minha convicção. Tudo o que você vê hoje é resultado dessa convicção. Sou acadêmico de Direito, escritor, autônomo, e não tento fazer a diferença, eu faço. Contato: 041(96) 8108-4165
UA-40371773-1