experiencia

O PESO DA EXPERIÊNCIA

Você não pode pular as etapas na sua vida: você não nasce um adulto já formado na faculdade, você primeiro engatinha para só depois ficar em pé e caminhar. Quando atinge o ápice do seu potencial, você cria “asas” e por final voa.

Da mesma maneira você não pode prolongar a infantilidade por muito tempo, você não pode sempre agir como um adolescente sem preocupações. E assim é com este livro, você não alcançará o status de HOMEM negligenciando os pequenos ensinamentos que estão sendo repassados.

A nova fase da sua vida já começou: ao fim da leitura você renascerá como um novo homem. O Homem Alpha.

Cada vez que escrevo a palavra “Alpha”, sinto que fico dando voltas em torno do mesmo assunto, tantos livros sobre evolução e crescimento do homem, sempre visando a mesma coisa, o mesmo tópico sendo ensinado apenas com palavras diferentes. Minhas palavras, podem não ser as mais bonitas encontradas por ai. Pode haver diversos escritores melhores do que eu. Então fica a pergunta. O que me difere dos demais?

Lindas palavras podem ser usadas para descrever as mesmas situações, mas sem o peso da experiência por mais bem elaboradas que possam ser, no final são somente palavras vazias.

Meus livros trazem consigo o peso da experiência, assim como a dor das conseqüências de decisões erradas, tomadas no calor do momento. Todos podem escrever sobre conquistas amorosas, sobre perda, sobre conquistas profissionais, sobre reerguer-se após a derrota, sobre nunca desistir. Mas se você não viveu ou não passou por nenhuma dessas experiências, e mesmo assim escreve sobre elas, tudo não passará de “teoria”.

Eu poderia escrever um livro, sobre guerra, talvez até um romance de época, mas o que eu sei sobre guerra é apenas o que é contado nos livros de história, posso citar Shakespeare… “Outra vez ao mar, amigos…” Mas eu não conheço a guerra, não passei por isso, não sei qual o verdadeiro sentimento de um soldado sobrevivente, eu nunca tive a cabeça do meu melhor amigo no colo… e vi seu último suspiro, pedindo ajuda.

Existe uma cena famosa de um filme, que sempre lembro quando leio os “pseudo” professores que ensinam e escrevem sobre o mesmo assunto.

genioindomavel

Trata-se do filme o Gênio Indomável.

O diálogo a seguir, é de uma cena muito inspiradora do filme. Entre o psicólogo, que chamo de homem experiente, e o garoto que não sabe nada sobre a vida, a qual eu chamo de arrogante e sem experiência.

Entre uma sessão e outra, o garoto arrogante disseca a vida do psicólogo somente fazendo uma analogia sobre um quadro que existe na sala.

Homem experiente diz:

– Pensei no que disse outro dia sobre meu quadro. Passei metade da noite acordado. Até que me toquei de algo… e caí num sono profundo. E não pensei mais nisso. Sabe o que foi?

Homem arrogante e inexperiente responde:

– Não. 

Homem experiente diz: 

– Você é só um garoto. Fala muito mas não sabe o que está falando.

Homem arrogante e inexperiente responde sarcásticamente:

– Obrigado.

Homem experiente diz: 

– Tudo bem. Um simples exemplo, você já viajou e saiu da sua zona de conforto?

Homem arrogante e inexperiente responde:

– Não.

Homem experiente diz:

 – Se te perguntar sobre arte: me dirá tudo escrito sobre o tema. Michelangelo… sabe muito sobre ele: Sua obra, aspirações políticas… ele e o papa, tendências sexuais, tudo.

 – Mas não pode falar do cheiro da Capela Sistina. Você nunca esteve lá, nem olhou aquele teto lindo. Nunca o viu. 

– Se perguntar sobre mulheres, me dará uma lista das favoritas. Já deve ter transado algumas vezes mas não sabe o que é acordar ao lado de uma mulher e se sentir realmente feliz. É um garoto que apenas repete o que escuta. 

– Se perguntar sobre o amor, citará um soneto… mas nunca olhou uma mulher e se sentiu vulnerável. Alguém que o entendesse com um olhar como se Deus tivesse posto um anjo na Terra só pra você para salvá-lo do inferno. E sem saber como ser o anjo dela como amá-la e apoiá-la pra sempre, em tudo, até mesmo no câncer. Não sabe o que é dormir sentado num hospital por dois meses porque só o horário de visitas não é suficiente. 

– Não sabe nada da perda. Porque ela só ocorre quando valorizamos algo mais que a si próprio. Duvido que já tenha amado alguém assim. 

– Olho pra você, e não vejo um homem inteligente e confiante. Só um garoto convencido e assustado. Mas você acha que me conhece por um quadro e disseca minha vida. Você é órfão, não é? Acha que sei de como sofreu, como se sente, quem você é… porque li “Oliver Twist”? Você se resume a isso? Pessoalmente, estou cagando pra isso, porque… tudo que me diz eu poderia ler em livros. 

– A menos que me conte sobre você, quem você é e as experiências que viveu. Isso, sim. Mas não quer fazer isso, não é? Morre de medo do que poderia dizer. (trecho do grande filme Gênio Indomável)

A experiência tem um peso enorme. 

Quem somente escreve não sabe como realmente é.

Eu escrevo sobre conquistas amorosas: Porque eu muitas vezes sucumbi aos meus desejos e fiz absurdos no jogo da conquista, tudo era sobre mulheres, sempre fugindo de compromissos, uma mulher por noite, foram muitas mulheres, muitas mesmo.

Eu escrevo sobre a perda: Porque eu sei como é perambular de cama em cama por tanto tempo ao ponto de sentir-se vazio, e quando achamos alguém que preenche esse vazio, a perdemos por problemas pessoais. Eu também sei como é difícil superar mas sei que isso não é impossível.

Eu escrevo sobre determinação: Porque construí um império sem ter conhecimento, sem ter estrutura, puramente com a força de vontade. A determinação sempre foi minha única companheira, que me fez companhia em diversas madrugadas, batalhando para entregar um projeto feito de graça, somente para poder ter o seu trabalho exposto.

Eu escrevo sobre erros: Porque eu os cometi em excesso, muito mais do que deveria. Desde arriscar ao extremo, sempre sem medo das consequencias, até perder tudo, até mesmo ao ponto de ter que vender a casa da própria mãe para poder pagar contas e continuar com as portas abertas, porque montei uma empresa gigante sem capacidade para a gerir devidamente.

Eu também falo sobre esperança: Porque em determinada fase da minha vida, era só o que me restava. Eu só levantava de manhã devido a esperança, cada dia trás a chance de renovação.

Escrevo que não é para você sucumbir a dor e desistir: Porque eu sei como é estar no fundo do poço, sozinho sem ter com quem contar, olhar para o poço escuro procurando por uma mão, e encontrar somente a sua já calejada de tanto lutar. Falo para agüentar firme, porque eu sei como é a dor de balançar pelo pescoço amarrado a uma corda, e o arrependimento que bate ao mesmo instante em que a corda estica. Você é tomado pelo medo, porque percebe que tudo o que virá é o vazio de uma existência grandiosa que chega ao fim, puramente por covardia. Muitos só percebem que ainda não tentou tudo quando é tarde demais.

Escrevo sobre sorte: Porque se não fosse a sorte, a corda não teria arrebentado.

Escrevo sobre renascimento do homem: Porque mesmo após ter perdido tudo, ainda consigo lembrar de como conquistei pela primeira vez: uma mulher, um trabalho, respeito e reputação. E como joguei tudo fora com atitudes e negócios errados. E vi que lutando é possível a um homem voltar do mundo dos mortos. Renascido.

Você só tem que aprender a viver sem: A mulher, o trabalho, o respeito e a reputação. Você pode tentar reconquistar somente o que vale a pena conquistar.

Escrevo sobre ter caráter: Porque errar não é falta de caráter, isso é falta de planejamento. Porque caráter é você recomeçar, começar a ganhar dinheiro e ao invés de comprar um carrão para mostrar a todos que você se ergueu, você junta até o último centavo e paga as contas que ficou para trás, e compra novamente a casa que era da sua mãe, mesmo que no final, você precise recomeçar pela terceira vez.

Também conto sobre traição: Porque fui traído pelos próprios amigos.

Existe dor, alegrias e principalmente DETERMINAÇÃO em todas as palavras que eu escrevo. Você certamente as sente. Você lê e a força de vontade flui por você, você percebe que o fim é uma chance de recomeçar, que errar é aprender a forma errada de se fazer algo, que somente a morte é o fim definitivo.

O oxigênio é o seu combustível, a força e a determinação suas armas, na alegria ou na tristeza, você determina o seu próprio DESTINO.

A vida é assim mesmo:

Cada um de vocês, tem as mesmas chances que eu de serem bem sucedidos. O ensinamento será o mesmo para todos.

Na vida é sempre assim. Basta pegarmos como exemplo a educação e a formação de um profissional.

Um médico, um dentista, um engenheiro, não aprendem coisas diferentes no inicio da formação, a base do ensino básico são as mesmas, depois cada um se especializa em uma área, mas o conhecimento geral da profissão, é o mesmo.

Dois estudantes de medicina são ensinados da mesma maneira, mas aprendem de modos diferentes. O que difere essa facilidade de aprendizado, é o talento individual e a fácil compreensão das lições e a determinação de cada um. Aquele que estuda quando não precisa estudar está um passo a frente de qualquer concorrente.

Da mesma forma, cada um de vocês esta recebendo o mesmo conhecimento, mas o homem que você se tornará depende da sua interpretação do que ler, da facilidade que você tem em converter essas frases em ações diárias. E a sua determinação em transformar palavras em ações.

Eu não sou um professor. Tampouco um terapeuta. Sou um Homem normal como todos vocês, já passei por muita coisa nessas minhas três décadas de vida. As lições que a vida, me ensinou, desde a infância foram duras e severas, e é por isso que repasso o meu conhecimento a vocês.

Meus livros do Clube dos Homens formaram uma legião de fãs pelo mundo inteiro, todos que seguiram a doutrina Alfa melhoraram em todos os aspectos da vida.

Hoje não faço mais parte da página Clube dos Homens, eu saí para poder lançar meus outros livros, “Jovens Investidores” e até mesmo um romance “Como Nasce um Cafajeste” entre outros.

O que sempre percebi dos meus leitores, é que a maioria são mentes com gostos e desejos já formados, somente esperando para serem preenchidas com a resposta a uma simples pergunta:

Como conseguir o que eu quero?

Você encontrará todas as respostas que busca ao final da leitura. Não existe mais homem tímido entre os meus leitores, nenhum deles tem medo de perder, eles possuem apenas a vontade de ganhar. A timidez e insegurança foi quebrada, são novos homens que possuem a fé em si mesmo e a força para persistir até alcançar seus objetivos.

– Eu vou aprender a conquistar as mulheres ou a conquistar o sucesso profissional? É a pergunta que você está se fazendo nesse exato momento.

Quando imaturos, pensamos somente em sexo. Quando éramos somente um cafajeste comum.

Mas evoluímos e nos tornamos homens, conquistadores, não usamos a mulher, a conquistamos, fazemos a diferença na vida de quem deita em nossa cama, mesmo que por uma noite apenas. Ficaremos marcados na lembrança como o homem diferente dos demais.

Isso significa, flores, jantares, milhares de rosas ou presentes caros?

– Não!

Somos homens e não bajuladores. A mulher que merecer obterá o melhor de nós. As que despertam apenas o desejo terão só isso de nós. A vida será assim até o dia em que encontramos uma mulher de valor que caminhará lado a lado, aproveitando ao máximo a dura e rápida passagem das décadas. Como um par e um time lutando juntos até a velhice.

Mas sempre sem apressar as coisas!

Aproveite a sua vida antes de assumir um compromisso de longo prazo.

Não irei ensinar ninguém como usar a mulher, jamais isso, mas como existem fases na vida, irá ter a fase em que casaremos, constituiremos uma família, mas para a maioria isso está longe de acontecer.

Para você, que é solteiro e jovem, não tem por que apressar as coisas, tudo tem o seu tempo para acontecer.

Muitos que irão ler esse livro, irão adorar, outros irão odiar, é a lei da vida, não se pode agradar a todos.

Porém, disse um sábio homem uma vez, “Um homem que nunca muda de opinião, em vez de demonstrar a qualidade da sua opinião, demonstra a pouca qualidade da sua mente.”

Mudar e evoluir faz parte da vida de todo homem e, desde o início dos tempos, os que se adaptaram às mudanças e à evolução, são os mais fortes.

Um homem sem confiança em si mesmo, tem um lugar garantido na Friendzone, sendo refém sentimental, ou passará a vida enterrado em um emprego sem futuro visando apenas a sobrevivência, só quando estiver a beira da morte perceberá que passou a vida toda sentindo medo de arriscar até que o sino tocou sinalizando o final da luta. O tempo de lutar acabou e você não deu o melhor de si.

No dia em que nascemos começa uma contagem regressiva. Você tem um tempo determinado para tentar o seu melhor, para conquistar o seu melhor.

Não passe a vida atrás do sofá vivendo a vida de personagens da televisão, nem perca compromissos porque passou a noite jogando vídeo-game ou na balada. Abra a porta, o verdadeiro jogo está lá fora, é lá que a vitória realmente importa!

Tenha seu lazer, mas priorize os compromissos antes de qualquer outra coisa! Preze pelos valores familiares acima de tudo. E se tentar e errar, tente de novo. Essa é a única verdade universal. Nenhum resultado é definitivo! O jogo sempre pode mudar!

Quem persistir alcança. Quem perguntar saberá as respostas. Quem arriscar-se obterá o êxito em algum momento.


Texto extraído do livro Código dos Homens Edição Especial: Clique na imagem e adquira já o seu!


001

J.F Rozza View more

J.F. Rozza – Empresário, Investidor, Educador Financeiro e escritor, formado na vida.
UA-40371773-1