amor-proprio

A importância do amor próprio

O amor próprio em si é de extrema importância para qualquer tipo de indivíduo, mas principalmente para aqueles que enfrentam transtornos psicológicos. Quem sofre de Depressão, por exemplo, sabe muito bem o que significa ter falta de amor por si mesmo e autoestima baixa. Simplesmente porque a doença afeta a forma como a pessoa se enxerga e enxerga o mundo a sua volta. É uma espécie de distorção. Provavelmente você sabe que uma pessoa que sofre com anorexia vê sua imagem distorcida da realidade não é mesmo? Com a Depressão é a mesma coisa, a diferença está no fato de que o que enxergamos de forma distorcida é a nossa imagem interior.

A Depressão provoca no ser humano sentimentos de culpa e inutilidade, onde o mesmo passa a focar sua atenção apenas naquilo que não sabe fazer, ou que talvez não saiba. O indivíduo passa a se comparar constantemente, a se autocriticar e aos poucos vai perdendo a capacidade de identificar qualidades em si mesmo. Nesse contexto surge o sentimento de tristeza, decorrente do sentimento de inutilidade, onde a pessoa acredita que não é capaz de fazer nada de bom, pois sempre tem em mente que qualquer um pode fazer melhor.

O que seria o amor próprio? Basicamente é a capacidade que uma pessoa tem de sentir amor por si mesma. Quando amamos alguém, temos a tendência de cuidar dessa pessoa, de querer o seu bem, protegê-la, fazer coisas para agradá-la, e assim por diante. No caso do amor próprio nós sentimos a mesma coisa, porém é por nós mesmos. Dessa forma, nossas ações são voltadas para o nosso bem-estar, nossa felicidade, nossa satisfação. Muitos ainda confundem amor próprio com egoísmo, o que é totalmente diferente. O egoísmo é um sentimento que faz com que você faça qualquer coisa para se beneficiar, independente se irá ferir ou prejudicar outro ser humano.

Cultivar o amor próprio é um dos grandes desafios para os que sofrem com Depressão, visto que na crise o mesmo não consegue perceber o quanto é importante e o quanto tem de qualidade. Mas esse é um fator que faz total diferença para a sua melhora. Na crise de Depressão, a pessoa se isola, deixa de fazer o que gosta, muitas vezes deixa de se alimentar direito, tem pensamentos suicidas, se culpam e alguns até mesmo se mutilam. Você pode perceber o quanto tudo isso prejudica o bem-estar desse indivíduo? Que todo o seu comportamento é voltado para o seu sofrimento e não para sua felicidade? Por isso ressalto a importância do amor próprio.

Quando o indivíduo aprende a se amar de verdade, ele conquista uma admiração por si mesmo que o faz agir em busca de seu bem-estar e não o contrário, por isso quem se ama irá pensar mil vezes antes de querer se prejudicar, e esse sentimento pode ajudá-lo a superar melhor os sintomas provocados numa crise de Depressão. Aliás, é de suma importância entender que se você não é capaz de amar a si mesmo, não poderá amar outra pessoa. Desse modo, se uma pessoa não consegue ser feliz com sua própria companhia, como poderá ser feliz na companhia de outrem? A tendência é que você faça com os outros o que faz com você. Inclusive, quando uma pessoa nota que você não tem amor por si mesmo e vive se rebaixando, ela também não irá amá-lo, nem sentirá vontade de estar contigo. Se você não confia em si mesmo, como é que alguém poderá confiar?

Não é fácil cultivar o amor próprio, mas com muito esforço, como tudo na vida, você irá conseguir. É um processo lento, mas que vale muito a pena. O amor próprio vai te ajudar a fazer boas escolhas, a não dar valor às críticas de qualquer um, nem a se rebaixar por ninguém. E você conseguirá uma paz interior que é muito mais importante do que qualquer coisa. Será mais fácil superar perdas e dores do passado, porque você entenderá que nada que não te acrescenta vale a pena. O amor próprio traz tantos benefícios que nem eu mesma conseguiria descrevê-los aqui. Mas uma coisa é certa: me amar foi a atitude que mais ajudou a mudar minha vida e a superar a crise de Depressão.

Autora: Carolina santos – Fonte Psiconlinenews

Atenciosamente: Rafael Tobelem

Rafael Tobelem View more

"Seja a diferença que você quer ver no mundo" e "Faça a diferença sempre para o BEM" São as frases que moldam minha convicção. Tudo o que você vê hoje é resultado dessa convicção. Sou acadêmico de Direito, escritor, autônomo, e não tento fazer a diferença, eu faço. Contato: 041(96) 8108-4165
UA-40371773-1